Home > Atividades e Ações

Os princípios pedagógicos que norteiam as ações desenvolvidas no Projeto Despertando Valores busca e o resgate da cidadania do público alvo, desenvolvendo práticas que despertem o senso crítico de cada beneficiário, possibilitando perceber-se como agente construtor de sua própria história, agindo e interagindo no todo social, através de reivindicações e apresentação de caminhos para o surgimento e perpetuação de uma vida digna e cidadã. Nesta perspectiva, são desenvolvidas ações de cunho social, bem como, executadas oficinas que abranjam os aspectos sociais, pedagógicos, psicológicos, de saúde, cultural e de lazer, e ainda, utilizará estratégias de gestão descentralizada e democrática tendo a participação ativa da equipe, beneficiados, família e comunidade, entre elas:

  1. Atendimento psicossocial (incluindo visitas domiciliares e atendimento a famílias)
  2. Elevação da escolaridade: Como base para efetivação da cidadania, com alfabetização e aula de reforço escolar.
  3. Oficina de Musica: A música, o som, o ritmo, a melodia e a harmonia são recursos terapêuticos muito antigos. A criatividade artística proporciona o desenvolvimento humano e gera processos mais amplos de percepção e melhoria da qualidade de vida. Desenvolver-se com arte pode tornar a vida mais alegre e o olhar mais sensível à realidade cotidiana.
  4. Oficina de Direitos Humanos e Cidadania: Aqui se tece reflexões sobre o relacionamento dos direitos humanos com a concepção contemporânea de cidadania, especialmente a de adolescentes e jovens em situação de risco social e pessoal. A oficina busca delinear qual o papel da educação em direitos humanos, e quais as maneiras de se implementar, de forma sólida, além dos princípios éticos que o cercam, uma cultura de direitos humanos em nosso meio e em nossa sociedade.
  5. Passeios pedagógicos, cultural e ambiental: Consiste em visitas a museus, monumentos históricos, áreas ambientais com vista ao conhecimento de nossa cultura material e imaterial.
  6. Oficina Fala de Menina: se materializa como um canal onde serão abordadas questões referente à gênero, sexualidade, saúde reprodutiva, etnia e direitos humanos. A metodologia lança mão de diversas técnicas, como o debate, o painel, e produção textual, dentre elas, a modificação das letras de músicas que notadamente depreciam a figura feminina
  7. Oficina de teatro de bonecos: Entende a CPP, que é necessário, portanto, que as ações educativas permitam uma abordagem criativa, que possa facilitar a aprendizagem individual e coletiva, buscando a autonomia do sujeito e sua capacidade de autorreflexão e crítica no cuidado de si e do outro. Adotar uma estratégia não convencional, a partir do lúdico, mediante a linguagem teatral, capaz de enriquecer as ações educativas, na medida em que se trata de adequado instrumento de comunicação, expressão e aprendizado
  8. Gastronomia como ferramenta de transformação social e ambiental. Essa oficina integra os beneficiados (as), bem como suas famílias num novo contexto de participação social ao exercício pleno da cidadania. Notadamente o ato de se alimentar representa um dos primeiros exercícios de autoestima do individuo, e nesse sentido a gastronomia desempenha um papel preponderante na identificação desses elementos intrínsecos agregadores ao status social partindo da premissa: “Quem come mal, se enxerga mal”.
  9. Hortas verticais: Esta oficina se materializa na possibilidade de buscar envolver as famílias de origem (dos beneficiados), minimizando a extrema pobreza, e ao mesmo tempo proporcionando uma alternativa de cunho ecológico ambiental e educacional, a partir da utilização de garrafas PET, que são coletadas do Rio Capibaribe, cortadas ao meio e adaptadas para produção de horticultura, com a produção de cebolinha, pimentão, tomate cereja, alface etc. Esse processo além de ser de fácil montagem, será o resultado final de toda a ação que envolverá tanto a conscientização físico e emocional, como a orientação alimentar, descrevendo as propriedades nutricionais para o corpo humano, sendo uma ferramenta de aproximação da família e da comunidade de origem.
  10. Oficinas Antidrogas: São atividades relativas à prevenção e orientação do uso e abuso de drogas. Visando a reinserção social do dependente químico através de ações que fortaleçam os vínculos familiares e comunitários. Motivando os beneficiados (as) a buscarem novos estilos de vida e, consequentemente, mantendo-se em abstinência e saudáveis.
  11. As ações midiáticas têm a pretensão de informar, questionar e inspirar transformações na sociedade. Com a série “Valor das Ruas” a sociedade poderá ter acesso a pequenas histórias de grandes pessoas, valorizando o talento e fomentando o papel da educação em direitos humanos, e quais as maneiras de se implementar, de forma sólida, em nossa sociedade, sendo o ponto de partida para diferentes reflexões sobre injustiça, violência, desigualdade.

Ações do Projeto Despertando Valores

Comunidade dos Pequenos Profetas